ORIENTAÇÕES PARA UMA VIDA PERFEITA (Filipenses 3:12-14)

O que é perfeição biblicamente falando? Perfeição biblicamente falando é identificar-se com Cristo em sua morte e ressurreição. É alcançar a maturidade cristã plena. É ser idêntico a cristo quanto à vida espiritual e relacionamento com o pai celeste. A plena identificação com o sacrifício de Cristo se refere a uma vida exemplar perceptível aos outros porque apresenta as características do Fruto do Espírito. Quando olhamos para a carta escrita aos filipenses encontramos uma igreja em expansão que enfrentava constantes ataques dos hereges que desejavam perverter o correto ensino do cristianismo. A igreja caminhava bem, mas Paulo sentia a necessidade de relembrar algumas orientações e o faz (Fp 3.1). É em meio a este contexto que encontramos Paulo dando as orientações para alcançarmos a perfeição bíblica conforme os princípios de Deus. O primeiro passo é não olhar para traz (v. 13): no verso 13 Paulo apresenta sua própria experiência como exemplo em destaque. Ele mesmo não ficava olhando para traz embora pudesse, ainda que erroneamente procurar forças em seus títulos e características pessoais (Fp 3.4-8). Paulo nos faz perceber algo muito importante que jamais devemos esquecer: Não devemos desviar nossa atenção durante a caminhada da vida cristã! Há um risco quando olhamos para traz e estagnados nos distraímos com o que já alcançamos: ou nos acomodamos, satisfeitos com o que já possuímos; ou nos desanimamos com o pouco desenvolvimento, que em meio a lutas, nos foi possível. Se neste ano de 2016 você quer ser mais parecido com Cristo, não fique olhando para traz somente. Não faça como nossos irmãos do passado quando libertados saíram do Egito. Eles desejaram a comida dos egípcios enquanto caminhavam rumo a terra que Deus lhes dera a qual possuía grandes e maravilhosas bênçãos. Faça como Paulo: não fixe seus olhos no passado como quem contempla nostalgicamente o que já se foi. O segundo passo é caminhar com perseverança (v. 13): Paulo enfrentou muitas adversidades em seu ministério. No entanto Paulo nunca retrocedeu na sua caminhada. Em 2Co 11.22-29 percebemos um pouco do que este grande missionário enfrentou de adversidades e preocupações. No entanto Paulo se coloca como modelo a ser seguido (Fp 3.17). O que diríamos de Cristo e de toda a adversidade que enfrentou durante sua vida na terra e seu ministério? Perseguido, maltratado, humilhado, ferido e crucificado. O que Deus quer nos mostrar por intermédio de Paulo é que devemos avançar! Nossa caminhada cristã deve ser perseverante! Não podemos nem devemos parar. No processo de maturidade cristã a única direção que podemos tomar é para frente e a grande ordem que podemos ouvir o SENHOR dos senhores ordenar é: AVANTE! O terceiro passo é manter o foco (v. 14): Paulo não somente era desprendido quanto ao passado, como também vivia de modo intenso o seu contexto atual focado em glorificar a Deus e desfrutar de Sua abençoadora presença (Fp 1.21, 2Tm 2.4). A busca em que Paulo se empenhava de ser mais parecido com Cristo, o fazia olhar sempre para a mesma direção: O SENHOR! Paulo colocara as prioridades de sua vida como de fato devem ser (Mt 6.33), por isto também pode figurar como estímulo para nosso avanço rumo a conquista da perfeição em Cristo. A nossa direção deve ser o Senhor! Nosso alvo é Cristo (Hb 12.2)! se desejamos uma vida perfeitamente identificada com Cristo a ponto de ser notório aos outros e servir de testemunha, não podemos desejar nada mais do que Cristo. Ele deve ser a prioridade de nossa vida, a razão da nossa existência, o alvo de nossa alegria. Se você deseja ser mais parecido com Cristo, e almeja pela perfeita comunhão não fique somente olhando para o passado, caminhe apesar dos obstáculos e não se esqueça de manter sempre seus olhos em Cristo. Pr. Éverton B. Pereira biblia-lendo